Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Aluna de Enfermagem representa a Unespar no Projeto VER-SUS

Geral

Aluna de Enfermagem representa a Unespar no Projeto VER-SUS

Geral, Extensão

por publicado: 07/02/2018 17h33 última modificação: 08/02/2018 13h30

Selecionada entre 400 estudantes de todo o país, Nitza Ferreira Muniz, acadêmica do 2º ano de graduação do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), do campus de Paranavaí, participou do projeto Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde - 2018 (VER-SUS), realizado no Maranhão, no período de 29 de janeiro a 05 de fevereiro de 2018.

Estudantes universitários das cinco regiões do País, interessados no campo da Saúde e na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), se inscreveram para a edição 2018 do projeto VER-SUS, que aconteceu no município de Raposa - MA.

Para Nitza Ferreira Muniz o projeto VER-SUS mostrou o que significa um trabalho humanizado e a importância de um compromisso ético, moral e humano na assistência à saúde. “Estou sensibilizada com a luta pelo SUS no Brasil e agora eu participo dela”, afirmou a aluna para quem a vivência, em Raposa-MA,  entre  pescadores e rendeiras foi  muito importante para aprender como é o atendimento de saúde em comunidades específicas, além de perceber pontos positivos e negativos da assistência de saúde com destaque para o valor do trabalho de uma equipe multiprofissional.

VER-SUS

A ação é uma iniciativa do Ministério da Saúde junto à Associação Brasileira da Rede Unida, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde, o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, a União Nacional dos Estudantes, a Fundação Oswaldo Cruz e a Universidade Federal Federal do Rio Grande do Sul, para qualificar a formação de profissionais de saúde engajados, críticos e mobilizados para a melhoria do sistema de saúde dos brasileiros. Além de contribuir para a formação em saúde, o VER-SUS também tem se materializado como uma oportunidade para que gestores e trabalhadores reflitam sobre seus saberes e práticas no cotidiano do trabalho. Os membros da ação são apelidados de “viventes”, isto porque a experiência cumpre o desafio de por em diálogo gestores, profissionais, pesquisadores, acadêmicos e usuários ao longo dos dez dias em que estes viventes visitam a rede de saúde de um determinado território.

Acompanhe a Unespar nas redes sociais