Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Professores e estudantes da Unespar integram a Operação Rondon

Geral

Professores e estudantes da Unespar integram a Operação Rondon

Geral, Extensão

publicado: 02/08/2017 17h40 última modificação: 02/08/2017 17h40
Exibir carrossel de imagens Oficinas de psicomotricidade, primeiros socorros e saúde em Barra do Jacaré

Oficinas de psicomotricidade, primeiros socorros e saúde em Barra do Jacaré

Está em realização até sábado (5), em dez municípios do norte pioneiro paranaense, a Operação Rondon. A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) é uma das instituições participantes do projeto com a atuação de professores e 16 estudantes dos cursos de Artes, Educação Física, Geografia, Letras, Música, Pedagogia, Serviço Social e Turismo dos campi de Campo Mourão, Paranaguá, Paranavaí, Curitiba e Apucarana. Os grupos da Unespar estão desenvolvendo atividades nos municípios de Barra do Jacaré e Ribeirão Claro desde o último dia 24 de agosto.

Ações
Em Ribeirão Claro, na primeira semana, foram realizadas oficinas teóricas e práticas com os professores da rede pública municipal, preparando-os para o trabalho do segundo semestre letivo. Nesta semana, os voluntários foram até o distrito de Três Corações atender os alunos da Escola Municipal do Campo João Teodoro da Silva e do Colégio Estadual Rural Sebastião Leite com oficinas de confecção de pipas, prática do slackline, produção de fanzines e mudas orgânicas.

Na escola municipal, por exemplo, os rondonistas desenvolveram oficinas de produção de brinquedos com materiais recicláveis. A acadêmica de Música, Pamela dos Santos, explica que a atividade além de servir como lazer ensina os alunos a praticarem reciclagem. “A oficina foi importante para ensinar às crianças noções da reciclagem e mostrar como reaproveitar materiais que seriam jogados no lixo”, afirma.

Em Barra do Jacaré, foram ministradas oficinas sobre psicomotricidade, primeiros socorros, saúde do professor e discussões de identidade de gênero, no Centro de Cultura do município, Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) e escolas da rede de ensino. Também foi ofertada oficina de fantoches de materiais recicláveis, direcionada a professores da educação infantil.

Na oficina de psicomotricidade, estudo que junta corpo, mente e afeto, os rondonistas desenvolveram uma dinâmica, com apresentação de vídeos sobre o tema e demonstração de uma técnica de massagem conhecida como shantala. Segundo a acadêmica de Dança, Juliana Safraider, foi possível notar que os participantes não tinham contato com esse tema. “Percebemos que os profissionais que trabalham com a educação não têm conhecimento pleno sobre o desenvolvimento das crianças, espero que a oficina tenha auxiliado eles a conhecerem mais esse assunto”, comenta.

Projeto
O objetivo da Operação Rondon é atender a população dos municípios de modo a contribuir com a melhora das condições de vida e bem-estar. As ações são definidas de acordo com o diagnóstico e demandas apresentadas pelas cidades. Neste ano, os beneficiados são os municípios de Jacarezinho, Siqueira Campos, Cambará, Wenceslau Braz, Santo Antônio da Platina, Barra do Jacaré, Joaquim Távora, Conselheiro Mairinck, Carlópolis e Ribeirão Claro.

De acordo com o professor da Unespar, Adalberto de Souza, o projeto tem proporcionado benefícios aos municípios e às instituições parceiras. “Ministramos oficinas para os professores seguindo uma demanda do município para os rondonistas, o que possibilita ter um contato mais próximo com a comunidade. Isso permite uma troca entre todos os envolvidos e faz com que a universidade cumpra também o seu papel de impulsionar o desenvolvimento social”, argumenta.

Realização e participação
A coordenação do projeto está sob a responsabilidade da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) em parceria com a Universidade Estadual do Norte Paraná (UENP) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Além disso, envolve a Unespar, a Universidade Estadual de Maringá (UEM), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFR), o Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), a Universidade Positivo (UP), a Faculdade Paranaense (Fapar) e a União dos Escoteiros do Brasil (UEB).

A ação tem apoio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), com recursos do Fundo Paraná, e Sanepar; e suporte logístico das prefeituras municipais.
(Com informações e fotos da equipe de comunicação que acompanha o projeto)

Acompanhe a Unespar nas redes sociais
www.facebook.com/UnesparOficial
www.twitter.com/UnesparOficial