Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto para duplicação entre PR e MS tem participação da Unespar

Geral

Projeto para duplicação entre PR e MS tem participação da Unespar

Geral, Extensão

publicado: 16/03/2017 19h30 última modificação: 17/03/2017 10h15
Exibir carrossel de imagens Representantes do Paraná discutiram projeto com lideranças de Mato Grosso do Sul

Representantes do Paraná discutiram projeto com lideranças de Mato Grosso do Sul

A sociedade civil de Paranavaí está liderando um movimento que objetiva viabilizar a duplicação da BR-376, no trecho entre o Paraná e o Mato Grosso do Sul. Com isso, melhorar a logística rodoviária, reduzir os custos para escoamento da produção dos estados e contemplar setores econômicos das regiões.

Para tratar do assunto, uma comitiva paranaense que incluiu representantes da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) participou de reunião na Federação da Agricultura do Mato Grosso do Sul (Famasul), em Campo Grande, nesta semana. Na ocasião, foram apresentadas as principais ideias do projeto e reforçada a importância da parceria entre as lideranças.

No encontro foi formada uma comissão que será responsável pela elaboração e fundamentação da viabilidade técnica, social e econômica da proposta. Cinco docentes da Unespar, dos campi de Campo Mourão e de Paranavaí, integram o grupo e estarão envolvidos no projeto. Ligados aos cursos de Administração e Ciências Econômicas vão atuar no levantamento e análise de dados que embasarão a proposta.

Além disso, também participam da comissão representantes da Famasul, Associação dos Produtores de Soja do Mato Grosso do Sul (Aprosoja) e Organização das Cooperativas do Mato Grosso do Sul (OCMS).

De acordo com o coordenador da sociedade civil de Paranavaí, Demerval Silvestre, o estudo demandará poucos recursos e serão arcados pelas entidades parceiras. Os resultados obtidos serão utilizados para apresentar às autoridades. A proposta é que os grupos promovam mobilizações e audiências em que possam dialogar com os governos estaduais, nas assembleias legislativas e com setores como o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Denit).

Um dos representantes da Unespar na comissão, professor Sérgio Luiz Maybuk, diz que um dos caminhos é estabelecer uma Parceria Público-Privada (PPP) para tornar o projeto viável.

O reitor da Unespar, professor Antonio Carlos Aleixo, enfatiza que a concretização dos projetos poderá valorizar ainda mais as regiões. “A comunidade de Paranavaí nos apresentou esta demanda e aceitamos o desafio de colaborar, pois entendemos que a universidade pública deve utilizar a sua inteligência para o desenvolvimento das regiões em que atuam”, diz.

Participação
A comitiva paranaense foi recebida pelo diretor executivo do Sistema Famasul, Lucas Galvan; e pelo gestor do departamento Técnico do Sistema, Justino Mendes. Além disso, participaram o analista de grãos do Sistema Famasul, Leonardo Carlotto; o presidente da Aprosoja, Cristiano Bortolotto; o assessor da OCB/MS, Sadi Depaula; o assessor jurídico da sociedade civil, João Paulo Tonetti; presidente do Sindicato Rural de Paranavaí, Ivo Pierin Júnior; e os professores da Unespar, João Carlos Leonello e Onivaldo Izidoro Pereira. Embora não tenham participado da viagem, os professores Adalberto Dias e João Marcos Avelar vão atuar em conjunto com os demais na construção do projeto.

Proposta
O modelo que está sendo elaborado prevê um investimento de R$ 850 milhões. A duplicação deve seguir de Paranavaí, cujas obras estão em andamento, passando pelo Porto São José, no Rio Paraná, chegando até o município sul-mato-grossense de Taquarussu.

O projeto envolve a atual BR-376, a PR-577 e a MS-473, totalizando 120 km. Pela proposta, as rodovias estaduais devem ser federalizadas, como já ocorreu no passado, abrindo espaço para os contratos de parceria e execução.

De acordo com Silvestre, o Mato Grosso do Sul pode ganhar de imediato uma redução de 80 quilômetros até o porto. Para o Paraná, deve aumentar a competitividade do Porto de Paranaguá, que passaria a receber parte dos produtos de exportações do estado vizinho. (Com colaboração da Assessoria de Imprensa da Famasul e do Diário do Noroeste)

 Acompanhe a Unespar nas redes sociais
www.facebook.com/UnesparOficial
www.twitter.com/UnesparOficial