Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Unespar assina convênio para reativação do CPPOM em Guaratuba

Geral

Unespar assina convênio para reativação do CPPOM em Guaratuba

Geral, Extensão

publicado: 19/01/2018 18h22 última modificação: 20/01/2018 17h18
Exibir carrossel de imagens Reitor da Unespar e prefeito de Paranaguá durante assinatura do convênio

Reitor da Unespar e prefeito de Paranaguá durante assinatura do convênio

O Centro de Produção e Propagação de Organismos Marinhos de Guaratuba (CPPOM) será reativado a partir deste ano e terá a coordenação da Universidade Estadual do Paraná (Unespar). A novidade foi formalizada nesta sexta-feira (19), durante solenidade de assinatura do convênio entre a instituição e a prefeitura do município.

O convênio permitirá o suporte para retomada das ações e a proposta é a realização de projetos integrados viabilizando o intercâmbio didático, científico, tecnológico e cultural. Assim, permitindo a troca de conhecimentos e fortalecimento da pesquisa técnico-científica.

A coordenadora será a professora Katia Kalko, do colegiado de Ciências Biológicas, do campus de Paranaguá. Como detalha, a importância do convênio está principalmente na preocupação com o litoral paranaense. “Nosso trabalho será voltado para a questão ambiental, focando a educação ambiental, a propagação e o repovoamento de organismos marinhos”, afirma.

Para suprir, inicialmente, a demanda dos produtores de Guaratuba, o primeiro projeto previsto no espaço será o de produção de sementes de ostras. Atualmente, as sementes do molusco utilizadas no município são compradas no Estado de Santa Catarina. Além disso, planeja-se que os pesquisadores trabalhem na produção de alevinos para repovoar a baía da região e depois estenda as ações para todo o litoral.

Segundo o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, a parceria de pesquisa e a reativação do CPPOM é muito importante e motivo de orgulho para todos. “É o começo de uma grande parceria com a Unespar que beneficiará a atividade pesqueira de Guaratuba”, destaca.

O convênio entre a Unespar o município terá vigência de 60 meses. Algumas garantias previstas no acordo é que algumas despesas serão custeadas pela prefeitura de Guaratuba, como a manutenção predial (água, luz, internet e telefone), a contratação ou disponibilização de três servidores e também a contratação de dois bolsistas de Ensino Médio.

A expectativa é de que outros projetos sejam implantados posteriormente. Um dos exemplos é o Couro de Peixe, vinculado ao campus de Paranaguá. Para o vice-reitor, professor Sydnei Kempa, novas possibilidades de produção são estratégicas do ponto de vista econômico e ainda permitem o trabalho dos pesquisadores da Unespar. “Esses projetos são de fundamental importância para que a universidade faça o seu papel extensionista, servindo a comunidade econômica e socialmente”, declara.

CPPOM
O Centro tem como alguns dos objetivos fomentar a aquicultura e repovoar a baía de Guaratuba com peixes. A criação aconteceu em 1996, por meio de uma parceria entre a prefeitura, governo do Paraná e o Banco Mundial. O prédio que abriga o CPPOM ficou pronto em 1998 e por 8 anos foi administrado por outra Instituição de Ensino Superior.

A sede, recém reformada com recursos do Fundo Paraná, receberá os pesquisadores da Unespar que também terão a responsabilidade de oferecer suporte técnico para os pescadores e fazer o monitoramento da água da baía.

Presenças
Estiveram presentes na cerimônia o reitor da Unespar, professor Antonio Carlos Aleixo; o vice-reitor, professor Sydnei Kempa;  o deputado estadual Nelson Justus; o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus; o diretor do campus de Paranaguá, professor Cleverson Molinari; e a professora coordenadora. Também marcaram presença a primeira-dama Flávia Justus, o vice-prefeito Jean Colbert Dias, a diretora do Fórum de Guaratuba, a juíza Marisa de Freitas, vereadores, secretários municipais, diretores e funcionários da prefeitura.

Acompanhe a Unespar nas redes sociais
www.facebook.com/UnesparOficial
www.twitter.com/UnesparOficial