Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Criação da pró-reitoria de Assuntos Estudantis e de Direitos Humanos é discutida pela reitoria

Geral

Criação da pró-reitoria de Assuntos Estudantis e de Direitos Humanos é discutida pela reitoria

Geral

por Helio Sauthier publicado: 08/10/2021 17h45 última modificação: 08/10/2021 18h23

Na manhã de 8 de outubro, a reitora da Unespar, Salete Machado Sirino, realizou a reunião inaugural do processo de criação da pró-reitoria de Assuntos Estudantis e de Direitos Humanos, que tem como premissa o fortalecimento do desenvolvimento de políticas estudantis e de direitos humanos na Unespar.

Esta ação, envolvendo o trabalho conjunto da reitoria,  das pró-reitorias de Graduação, de Extensão e Cultura, da diretoria de  Assuntos Estudantis e do Centro de Educação em Direitos Humanos (CEDH), com representação de docentes, discentes e agentes universitários,  sinaliza o comprometimento da Unespar com as demandas da comunidade acadêmica e da sociedade por um posicionamento firme e explícito das instituições públicas de ensino superior em defesa da educação pública comprometida com o desenvolvimento de todas as pessoas.

 “Nesta manhã, tivemos o que se poderia chamar de um momento histórico na Unespar”, afirmou  a pró-reitora de Ensino de Graduação, Marlete dos Anjos Schaffrath. “Não só porque ele marca o início das tratativas de configuração de uma nova pró-reitoria na Universidade, mas, sobretudo, porque neste momento a Unespar dá sinal de que constrói a cada dia melhores condições de atenção, respeito e dignidade para com os direitos humanos”, conclui a pró-reitora.

O representante discente do CEDH, Yiuki Doi, enfatizou que essa ação se caracteriza como “um avanço importante na busca de uma universidade popular. É necessária uma pró-reitoria de Políticas Estudantis e de Direitos Humanos, pois não há uma democracia sem diversidade e alteridade, essa proposição nos permite avançar na luta por uma real política de assistência e permanência estudantil e uma defesa e reflexão do que nos torna seres humanos na universidade”, ressaltou o discente.

A agente universitária, Glaucia Orlandine, destacou que essa é uma “oportunidade de exposição de ideias e pensamentos de representantes docentes, discentes e dos agentes universitários, para construção de uma pró-reitoria  tão almejada e necessária à comunidade acadêmica com a proposição de construir políticas estudantis e de direitos humanos”.

Para a pró-reitora de Extensão e Cultura,  Rosimeiri Darc, “a criação desta pró-reitoria contribui para o amadurecimento da Unespar no trato de temáticas que estão no cotidiano da Universidade  que precisam ser tratadas de forma articulada. A presença de representação de todos os segmentos da comunidade acadêmica na reunião sinaliza a preocupação da gestão em ouvir as contribuições de todos, mantendo sempre aberto o diálogo”, conclui.

A diretora de Assuntos Estudantis,  Maria Inez Barbosa Marques, ressaltou que “a possível constituição da pró-reitoria de Políticas Estudantis e Direitos Humanos tem um significado ímpar para a Unespar.  Por meio dessa iniciativa, a gestão demonstra o reconhecimento dos (as) estudantes como a razão de ser da universidade. A transversalidade dessas duas frentes e a possibilidade de responder às demandas em torno delas nos desafia. É fundamental pensar a universidade como um organismo vivo, que tem uma diversidade humana que deve ser reconhecida e acolhida no contexto do ensino, da pesquisa e da extensão. A reunião demonstrou a disposição da gestão em caminhar para a consolidação da universidade pública, gratuita e de qualidade, o que contribui para o acesso, a permanência e a conclusão nos diferentes cursos da graduação e pós-graduação”.

O representante acadêmico do Movimento Estudantil, Marcilio Fragoso Neto, agradeceu a participação na reunião com essa pauta tão importante, “que é uma pauta que o Movimento Estudantil tem levantado há tempos. A Universidade como protagonista de transformação na sociedade, essa pró-reitoria contribuirá muito para isso”, afirmou.

A professora  Andrea Sério, uma das grandes responsáveis pela criação e implantação do Centro de Educação em Direitos Humanos na Unespar, argumentou que “o fortalecimento da atuação do CEDH e seus núcleos de Educação Especial Inclusiva NESPI, NERA e NERG, junto  à Diretoria de Assuntos Estudantis, por meio da criação desta pró-reitoria, é uma resposta de reconhecimento do trabalho contínuo dessas instâncias que têm atuado sistematicamente ao longo dos anos de forma articulada com diferentes pró-reitorias e diretorias institucionais no desenvolvimento e implantação de políticas de acesso e inclusão, como por exemplo a política de cotas, bem como, na concretização de ações afirmativas para a efetivação dos propósitos institucionais de democratização e equidade para o desenvolvimento educacional, em cumprimento à Legislação vigente para a Educação Superior”, concluiu a professora.

A reunião promovida pela reitoria foi de extrema relevância para articular ainda mais os laços entre o CEDH e a diretoria de Assuntos Estudantis, bem como a PROGRAD e PROEC, em uma gestão democrática com a escuta de docentes, agentes e discentes para a institucionalização de uma pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Direitos Humanos”, destacou a coordenadora do CEDH, Fabiane Freire França.

No encontro, ficou estabelecido que a reitoria, nas pessoas da reitora, Salete Machado Sirino, da chefe de Gabinete, Ivone Ceccato, e do assessor técnico da reitoria, Marcos Camargo, reunirá as propostas apresentadas para os encaminhamentos necessários, nas devidas instâncias, para que o processo de criação da pró-reitoria de Assuntos Estudantis e Direitos Humanos possa ser apresentada para apreciação e deliberação na sessão ordinária do Conselho Universitário (COU), prevista para o mês de dezembro de 2021. Considerando a relevância da criação desta pró-reitoria, o grupo envolvido acredita que a comunidade acadêmica da Unespar apoiará a iniciativa.

Participaram da reunião a reitora, Salete Machado Sirino, as pró-reitoras da PROGRAD e da PROEC,  Marlete dos Anjos Silva Schaffrath e Rosimeiri Darc Cardoso, respectivamente, a coordenadora do CEDH, Fabiane França, a chefe de Gabinete, Ivone Ceccato, a assessora técnica da reitoria e representante dos agentes universitários, Glaucia Regina Barros Orlandine, o assessor técnico da reitoria, Marcos Henrique Camargo Rodrigues, a diretora de Assuntos Estudantis,  Maria Inez Barboza Marques, a precursora da implantação do CEDH da Unespar,  Andréa Lúcia Sério Bertoldi,  o representante discente do CEDH, Yiuki Doi, e o representante discente do Movimento Estudantil, Marcilio Fragoso Neto.